Nos chame
no WhatsApp
Notícias

Cláudio Ferreira propõe uso do GraphoGame nas escolas de Mato Grosso

Aplicativo é um complemento para os estudantes em fase de alfabetização

(Foto: Angelo Varela / ALMT)

O deputado estadual Cláudio Ferreira (PTB) apresentou uma indicação para que o aplicativo Graphogame seja utilizado nas escolas de Mato Grosso. O aplicativo é um complemento para os estudantes que estão em fase de alfabetização.

O texto foi apresentado durante a sessão desta quarta-feira (29), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT).

O documento pontua que esse meio tecnológico já se mostrou eficaz em muitas salas de aula, dentro e fora do Brasil, e vem se revelando um grande aliado do professor alfabetizador. Criado na Finlândia (um país de destaque na educação mundial), o aplicativo já está presente em mais de 30 países e foi traduzido para mais de 25 idiomas.

No Brasil, o GraphoGame foi adaptado e desenvolvido por especialista do Instituto do Cérebro, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (InsCer) da PUC-RS. Atualmente o aplicativo é gratuito e pode ser utilizado sem a necessidade de conexão com a internet.

“A nossa proposta é para estimular, em Mato Grosso, a adoção desse meio tecnológico nas salas de aula, buscando fomentar a inclusão digital entre os professores e alunos. E o Graphogame é uma ferramenta ideal para proporcionar a inclusão digital”, afirmou.

Conforme o Ministério da Educação, o Graphogame estimula as habilidades fonológicas e fonêmicas das crianças, explica Cláudio. É um software lúdico, intuitivo e que se adapta ao grau de dificuldade e de evolução de cada criança.

Segundo o parlamentar, a recomendação do MEC é para que o uso do aplicativo seja feito por estudantes do 1º e do 2º anos do ensino fundamental e por aqueles alunos dos anos iniciais do ensino fundamental que apresentem defasagens na aprendizagem da leitura. Conforme o cronograma determinado pelo corpo pedagógico da escola, o uso é diário, por até 15 minutos. A mesma abordagem pode ser adotada na casa dos alunos.

“O “GraphoGame” possui um gigantesco potencial de colaboração no desenvolvimento dos estudantes e, por conseguinte, das próximas gerações do nosso Estado”, defende o deputado.

Em sua proposta, Cláudio indica ainda que, como o governo estadual está deixando de ofertar o Ensino Fundamental, é importante que continue colaborando com os municípios. A sugestão, nesse caso, é para que a gestão estadual distribua equipamentos para a instalação do GraphoGame.

“Assim, estaria colaborando para que, posteriormente, ao ingressarem nos Anos finais na rede estadual, os estudantes possuam maior proficiência em leitura, escrita e interpretação de texto”, avalia o parlamentar.

LEIA TAMBÉM

Compartilhar
Compartilhar
Compartilhar
Compartilhar