Nos chame
no WhatsApp
Notícias

A população está perdendo, diz Cláudio Ferreira sobre má gestão do transporte coletivo em Rondonópolis

Cidadãos que dependem dos ônibus relatam demissões após não conseguirem chegar ao trabalho

O deputado estadual Cláudio Ferreira, conhecido como Paisagista, voltou a criticar nesta sexta-feira (1) a má gestão do transporte coletivo em Rondonópolis. O parlamentar destacou as dificuldades enfrentadas pelos cidadãos, incluindo relatos de demissões devido à falta de ônibus para chegar ao trabalho.

“A população está perdendo no transporte público porque não está sendo assistida, a prefeitura não aumentou a quantidade de horários das linhas nos bairros da cidade e, ao mesmo tempo, está gastando muito mais. E o pior de tudo é que nós não temos informações claras em relação a isso, sobre o dinheiro que poderia ser bem usado para melhorar o transporte coletivo e o trânsito de Rondonópolis, mas infelizmente não está”, declarou o parlamentar.

A Autarquia Municipal do Transporte Coletivo (AMTC), criada pela Prefeitura de Rondonópolis assumiu o transporte coletivo na cidade em fevereiro, e as reclamações sobre a falta de qualidade dos serviços continuam. Na quarta-feira (28) a vereadora Kalynka Meirelles falou sobre as denúncias que têm sido feitas pelos usuários do transporte público. “A gente está vendo o resultado de uma gestão desastrosa na cidade de Rondonópolis, que tem refletido no dia a dia do cidadão”.

Para Cláudio Ferreira, que também é pré-candidato a prefeito do município, falta comprometimento da gestão atual em ajudar o povo rondonopolitano, especialmente aqueles que dependem dos ônibus.

“A atual administração não tem ajudado o povo rondonopolitano, a saúde está um caos, a educação também, e, quando resolve tomar para si um serviço que era terceirizado, recebe milhões de reais e não consegue realizar um trabalho eficiente. Falta compromisso e vontade de fazer as coisas darem certo, enquanto isso os trabalhadores, as crianças, tantas pessoas que dependem do transporte coletivo, sofrem”, declarou o deputado.

Compartilhar
Compartilhar
Compartilhar
Compartilhar